RD Cultural

Notícias sobre o mundo do Rock, shows e eventos nacionais e internacionais

Ozzy: após 20 anos, Príncipe das Trevas volta para o Monsters

Confira em detalhes como foi a participação de Ozzy “Retirement Sucks Tour” na segunda edição do MOR de 1995.

Ozzy-OsbourneTodos que estão no mundo do rock, músicos ou fãs de um modo ou de outro, já ouviram ou leram sobre a vida de Ozzy Osbourne, fundador, no final dos anos 60, de uma das mais respeitadas bandas de rock do planeta, o Black Sabbath.

Com o Sabbath, Ozzy gravou oito álbuns até 78, quando deixou o grupo. E, enquanto todos pensavam que ele estava acabado para a música, com a ajuda de Sharon Arden (mais tarde, Sharon Osbourne) ele voltaria ao cenário do rock em carreira solo. Polêmico, irreverente, carismático e sempre acompanhado por excelentes músicos, durante os anos 80 teve uma carreira meteórica de sucessos, até que, em 91, foi notificado que estava com um sério problema de saúde: segundo os médicos, Ozzy tinha esclerose múltipla. Diante dessa notícia, ele resolveu aposentar-se com uma grande turnê chamada No More Tours.

Ele convida seus antigos amigos Bill Ward, Tony Iommi e Geezer Butler para uma reunião com o Black Sabbath e inicia, no dia 9 de julho de 92, uma grande tour de despedida para seus fãs.

NO ESTALEIRO

Afastado dos palcos, ele, no entanto não se afastou da música. Entre outras atividades, Ozzy participou da gravação de alguns álbuns de amigos, mas estava triste por não poder voltar a pisar em um palco novamente. Em 1994, Sharon resolveu pedir uma segunda opinião médica sobre a suposta doença de Ozzy. Esses novos exames revelaram que Ozzy não estava sofrendo de esclerose múltipla, o que foi um alívio para todos, pois poderia voltar a fazer o que mais gostava, que é estar sobre um palco.

O RETORNO

Porém, havia um problema: como poderia simplesmente voltar se alguns anos atrás ele havia anunciado que estava se aposentando? Como seus fãs reagiriam a este retorno, já que estava afastado público e da mídia?

Ozzy começou a compor com Steve Vai, com seu amigo Geezer e com outros grandes músicos, voltando ao estúdio para gravar Ozzmosis. Com o álbum pronto, era hora de sair em turnê, mas, como havia estado longe dos palcos e da mídia por mais de dois anos, Ozzy preferiu dar início à Ozzmosis Tour, para valer, no Brasil, fazendo antes apenas um “show de aquecimento” no Texas.

OZZY NA AMÉRICA DO SUL

No início de agosto de 95, a coisa começou a tomar forma e a presença de Ozzy no México e na América do Sul já era quase uma realidade. No início daquele mês, ele concedeu entrevistas a vários órgãos de imprensa sul-americanos enquanto se preparava para realizar o primeiro show com a nova banda, explicando, principalmente, que não havia mentido quando falou que estaria se aposentando, em 92, pergunta que era sintomaticamente feita por todos os repórteres.

Em 19 de agosto, Ozzy fez o primeiro show com sua nova banda no Austin Music Hall, no Texas. “Considerando que foi o primeiro show com minha nova banda fiquei bastante contente. O espetáculo durou duas horas, mas senti como se fossem só alguns minutos”, declarou ele na época.
Ozzy chegou ao México no dia 23 de agosto e foi recebido no aeroporto por centenas de fãs. Era a primeira vez que ele ia ao país: “Foi uma loucura! Eu não pude acreditar que aquilo estava acontecendo”, lembra ele.

Dois shows foram realizados no México: um no dia 26 de agosto no Anfiteatro, na cidade de Monterrey, e outro no dia 28, no Sports Palace, na cidade do México. Ele comenta o terceiro espetáculo: “A multidão foi surpreendente, não pude acreditar no que estava vendo, todo mundo cantando junto comigo”.

A VOLTA AO BRASIL

Dia 30 de agosto, Ozzy Osbourne desembarcou em São Paulo – esta seria a segunda visita de Ozzy ao Brasil em toda sua carreira. No dia 1º de setembro, ele vai aos estúdios da MTV Brasil e grava entrevista para o extinto programa Fúria, com Gastão Moreira, e concede entrevistas para imprensa.

Dia 2 de setembro: finalmente, o grande dia chega o Philips Monsters Of Rock, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, é uma realidade.
Foi um festival com quase doze horas que reuniu bandas como Virna Lisi, Rata Blanca. Therapy?, Paradise Lost, Alice Cooper e o nosso Madman Ozzy Osbourne. Tudo foi uma grande loucura, o estádio estava completamente lotado e havia bandas incríveis tocando.

E, finalmente, o momento tão esperado aconteceu. Antes de Ozzy entrar no palco, aqueceu a multidão com um hilário vídeo e a noite ficou completa com Ozzy, Deen Castronovo, Joe Holmes e Geezer Butler (ou seja, tínhamos meio Black Sabbath em um palco do Brasil).

Com um set list que incluía clássicos do Black Sabbath e músicas da carreira solo, ele simplesmente arrasou!…. Para os fãs, a noite parecia perfeita, um sonho transformado em realidade, pois na nossa frente estavam dois dos maiores ícones da história da música de todos os tempos, Ozzy e Geezer. Ele lembra: ”Foi um espetáculo incrível! A multidão estava brilhante, foi uma noite quase perfeita!” Ele só tinha uma reclamação: “A banda foi demais, com exceção do baterista, que pensava que era um espetáculo de um homem só. Ele continuava tocando enquanto eu tentava falar com as pessoas entre as canções.”

Durante o festival rolou até um chat ao vivo pela internet, o que era uma grande novidade no Brasil na época, já que o uso da internet por aqui ainda era incipiente. Então, para os poucos que tinham acesso, foi fácil entrar no chat naquela noite para fazer uma pergunta diretamente para Ozzy Osbourne!

No dia 3 de setembro, Ozzy seguiu para o Rio, onde continuou dando entrevistas, tirando o dia 5 para visitas ao Corcovado e ao Cristo Redentor com fãs que participaram de uma promoção.

Em 6 de setembro, Ozzy realizou um show no Metropolitan, também levando a multidão à loucura naquela que seria a última apresentação no Brasil…

Por Almir Figueiredo
Resenha publicada em agosto/2004 na Rock Brigade Magazine -ano 23 – n.217
Exemplar assinado posteriormente por Ozzy no Rio de Janeiro-Brasil

Fonte: http://whiplash.net/materias/news_804/221643-ozzyosbourne.html / Por Almir Figueiredo, Fonte: Fanzmosis Ozzy Brasil

Anúncios

Sobre RD Cultural

A RD Cultural, como o próprio nome já diz, é inspirada em tudo que é ligado à cultura. Somos especializados em projetos de comunicação corporativa, viagens e eventos para pessoas e empresas. Trabalhamos na realização de excursões 100% garantidas para grandes shows desde 2007. Já são mais de 80 viagens para shows de rock e de bandas internacionais, além de festivais renomados, sempre tendo o profissionalismo e a inovação como características! Com forte atuação nas áreas cultural, esportiva e corporativa, também possuímos know-how na realização de viagens exclusivas para grupos e empresas, para feiras, convenções, exposições, teatros, parques temáticos e museus, sempre priorizando segurança, conforto e satisfação dos participantes. Se você é de Bauru e região, saiba que pode contar com a gente para assistir ao show que sempre sonhou ou levar profissionais e executivos para eventos corporativos, tendo a certeza de uma viagem segura e tranquila.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às abril 16, 2015 por em Rock e marcado , , , .

Navegação

%d blogueiros gostam disto: